Perguntas

Em alguns aspectos o seguro de Acidentes Pessoais é semelhante ao seguro de Acidentes de Trabalho. Contudo o seguro de Acidentes de Trabalho é obrigatório para os trabalhadores por conta de outrem e facultativo para os restantes trabalhadores. Para estes último o seguro de Acidentes Pessoais pode ser uma boa alternativa de segurança. De qualquer forma o seguro de Acidentes Pessoais não pode ser confundido com seguro de Acidentes de Trabalho, pois há uma diferença que os distingue duma maneira inconfundível: O seguro de A.P. garante os acidentes ocorridos no trabalho ou fora deste, enquanto o A.T. só garante os acidentes de trabalho. Outra diferença reside no prestador clínico que enquanto no A.T. é indicado pela Seguradora no A.P. é de escolha livre por parte da Pessoa Segura.

A actividade das pessoas seguras influencia o cálculo do prémio. Há 4 grandes grupos de actividade, sendo o primeiro considerado de fraca gravidade de risco e o último de alta gravidade. Conforme a profissão da pessoa e o seu enquadramento nestes 4 grupos, assim será determinado o prémio que lhe caberá.

Pode. Contudo aconselhamos que subscreva o seguro de Viagem, uma modalidade do seguro de Acidentes Pessoais, mas cujas características são mais direccionadas para as ocorrências que podem surgir durante uma viagem. Para este efeito consulte Seguro de Viagem.

Não. Os tratamentos médicos podem ser efectuados no prestador à escolha da pessoa segura. Contudo a Seguradora tem o direito de acompanhar esses tratamentos e pedir os justificativos e relatórios que necessitar para analisar o enquadramento na cobertura.

As despesas são pagas pela pessoa segura ao prestador, que deve solicitar o respectivo recibo e relatório dos tratamentos efectuados, os quais deverá entregar na Seguradora com o pedido de reembolso a que tiver direito.